domingo, junho 8

Amor que não morreu.
Por: Renato Cardoso.

A noite está acabandoE com ela parece que meu sonho se vai
Mas comigo fica um sabor gostosoDe um amor vivido em sua plenitudeAmor esse que me mostrou que amar Não é posse e sim doaçãoNão é egoísmo e sim cumplicidade
Desse amor eu guardarei as mais belas recordaçõesE uma ponta de esperança Com gostinho de quero maisEssa história não acaba assimPois um amor tão forte como esse não merece morrer Merece ficar vivo, mesmo que só na lembrançaOu quem sabe em foto num porta retratoPara mostrar aos apaixonados que amar é bomQue viver um amor intensamente não é careticeE sim a melhor forma de se viver e conhecer a felicidade Esse amor não acaba aquiE só um até breve de um coração castigado pela vidaQue quer somente descansarNos campos serenos da tranqüilidadePara que um dia, quem sabe breve, possa reviver
De forma mais pura e intensa esse amor que não morreu.

Nenhum comentário: